O Magento é conhecido por ser robusto, que requer infraestrutura preparada e otimizada para suportar os requisitos da plataforma.

Garantir um bom funcionamento, como desempenho e segurança é um dos fatores mais importantes para as vendas online, para ficar bem posicionado no Google e gerar uma experiência incrível para quem acessa sua loja.

1) Hospedagem para Magento

A Hospedagem de Sites tem grande importância no desempenho do seu site Magento. A escolha certa da Host aumenta consideravelmente toda a performance do seu negócio.

A sua hospedagem de sites dá atenção ao seu negócio? Está preocupada com você e seus clientes?

Se você opta por uma plataforma robusta já se prepare para um servidor otimizado, diferenciado e opte por um Cloud Server.

2) Rede de Entrega de Conteúdo (CDN)

Você já deve estar cansado de ouvir falar em CDN (Content Delivery Network) – rede de entrega de conteúdo – né?

Em resumo, ela é um sistema de servidores distribuídos pelo mundo que fornece o conteúdo mais próximo do usuário. Exemplo, se a origem do acesso estiver em São Paulo – Brasil, os dados são enviados pelo servidor mais perto daquela região.

Porém muitas Hospedagem de Sites acabam não oferecendo esse recurso, pelo alto investimento e complexidade. A sua loja virtual Magento possui CDN?

3) Otimização das Imagens

Até parece clichê abordar esse tópico, mas ainda vejo lojas virtuais Magento utilizando imagens em Megabytes. A otimização de imagens é fundamental para o desempenho, pois nada adianta uma infraestrutura otimizada, sendo que você está forçando o alto carregamento dos recursos do servidor.

No post Como Trabalhar com Imagens no E-commerce você encontra dicas de como usar as imagens a seu favor.

Você pode otimizar as imagens com através do site TinyPNG.

4) Utilize Cache

Existem diversas maneiras para implementar o armazenamento em cache com o Magento. Em uma infraestrutura otimizada como na SAN, isso é feito a nível de servidor, com o Varnish, requisitando que o Magento seja configurado para usá-lo.

A plataforma Magento também vem com o módulo de cache, porém não oferece grandes resultados. Você pode garantir que os caches estão ativados em “Sistema” → “Gerenciamento de cache”.

Existe também o cache do navegador, no qual é ativado via o arquivo .HTACCESS. É importante solicitar um profissional especializado para essa tarefa.

5) Mesclar arquivos Javascript e CSS

O Magento na versão anterior a 2.0 tem um recurso embutido para mesclar arquivos CSS e Javascript. Isso reduzirá o número total de requisições HTTP/HTTPS e, por sua vez, ajudará a acelerar o carregamento da sua loja virtual.

O caminho para o recurso é “Sistema” → “Avançado” → “Desenvolvedor”.

Em “Configurações JavaScript” e “Configurações CSS”, existe a opção “Sim”.

É importante solicitar um profissional especializado para essa tarefa.

6) Limpando Logs do Magento

O Magento mantém os registros de até 180 dias nos arquivos log. Esse grande período pode resultar em um banco de dados gigante. É recomendado diminuir o período para duas semanas.

O caminho do recurso é “Lojas” → “Configuração” → “Avançado” → “Sistema” → “Log”.

Outra opção também é limpar manualmente seu banco de dados, esvaziando as tabelas de log. É importante solicitar um profissional especializado para essa tarefa.

7) Otimização dos códigos

A quantidade e a qualidade do código influenciam drasticamente no desempenho do seu site Magento.

Para garantir o código eficaz, é importante remover linhas de código não utilizadas ou desnecessárias, otimizar os arquivos JavaScript e CSS, identificar e corrigir todos os gargalos que fazem com que todo o processo diminua ou pare no seu site.

8) Upgrade de atualização

É necessário atualizar para a versão mais recente do Magento, isso ajudará a melhorar o desempenho, pois as versões apresentam novos recursos adicionais e ajudam na correção de bugs.

Testando o desempenho

Caso perceba que seu site demore muito tempo para carregar, faça alguns testes e verifique o desempenho do seu site.

Separei algumas ferramentas gratuitas que ajudam a observar os gargalos do Magento, identificando os principais problemas a nível de infraestrutura e desempenho. Confira:

O Dareboost analisa mais de 100 pontos no seu site e fornece um relatório completo sobre seu desempenho.

O Pingdom oferece uma nota de desempenho e sua classificação de acordo com a velocidade dos outros sites testados. Escolha a cidade mais próxima para obter os resultados mais relevantes de acordo com a localização de seu público.

O Google PageSpeed ​​Insights é uma ferramenta gratuita do Google para avaliar o desempenho de sites. As recomendações são classificadas por tópico, como velocidade e Usabilidade.

GTmetrix analisa seu site combinando o Google PageSpeed ​​e o YSlow.

Você só precisa inserir o URL do seu website para iniciar os testes.

Conclusão

Lembrando que as dicas para otimizar o desempenho do Magento acima devem ser seguidas por usuários técnicos responsáveis ​​pelas lojas em produção.

Caso seu site tenha problemas de desempenho, procure aplicar as dicas acima o quanto antes.

Dicas finais:

Gostou do conteúdo? Então compartilhe com seus amigos para que mais pessoas saibam como otimizar o desempenho do Magento.

A SAN não está só preocupada com os sites hospedados e gerenciados, mas com a satisfação e segurança dos seus clientes.