Você já tentou acessar um site e recebeu um aviso de “conexão não segura”? 

Essa é uma mensagem que pode causar uma certa apreensão entre usuários da web, fazendo-os evitar o acesso de um site, temendo pela segurança de suas informações.

Este é um erro bastante comum em sites de diversos tipos. Muitas das vezes, ele pode ser evitado apenas com alguns cuidados simples. 

Vale lembrar que uma mensagem de conexão não segura pode diminuir os acessos do seu site e prejudicar a imagem da sua empresa. 

Neste artigo, falaremos sobre o problema e ainda daremos algumas dicas de como evitá-lo. Confira!

O que significa “Sua conexão não é segura”?

Quando um site com conexão segura é acessado, o URL começa com “HTTPS” independente do navegador que esteja usando. Isso indica uma conexão criptografada. 

Isso quer dizer que as informações que você envia pelo site não podem ser acessadas ou roubadas.

Para que o HTTPS apareça é necessário usar um Certificado SSL.

Sempre que o navegador acessar um site com esse tipo de segurança, ele verifica a força da criptografia, sua validade e validade na certificadora. Assim é possível identificar a capacidade que o Certificado SSL tem de proteger a sua privacidade.

Se o resultado da verificação for negativa o navegador vai te apresentar um erro como esse abaixo:

Demonstração do erro usando o navegador Mozilla Firefox

Leia também: Segurança em e-commerce: 5 medidas para proteger a sua loja!

O que fazer quando recebo esse erro?

O mais recomendado é não acessar essa página, pois você não terá garantia nenhuma de que seus dados estarão seguros. Nesse caso, não vale a pena arriscar!

Se possível informe o proprietário desse site que está apresentando o erro. Após o aviso espere que seja corrigido para acessar a página novamente.

Caso você tenha pressa de receber as informações sobre o que está procurando, visite outra página.

Por outro lado, se você sabe o motivo do erro e quiser arriscar, basta clicar em “saiba mais” ou opção equivalente, e escolher acessar o site mesmo assim. 

Te ensinaremos como ignorar o erro de conexão não segura no próximo tópico.

Como ignorar o erro “Sua conexão não é segura”

Apenas para reforçar, você só deve ignorar esse erro se sabe o porquê dele ter acontecido. Caso esteja confiante de que não terá problemas, você deve fazer o seguinte.

Ao ver o aviso clique na opção “Avançado“, dependendo da situação você verá opções diferentes:

  • Sites que usam criptografia muito fraca: você verá a opção de carregar o site usando segurança desatualizada.
  • Sites que usam um certificado que não pode ser validado: você verá a opção de adicionar uma exceção.

Nota informada pela própria Mozilla: “Páginas públicas legítimas não pedirão que você adicione uma exceção para o certificado provido – nestes casos um certificado inválido pode ser uma indicação de que a página está tentando enganá-lo para roubar suas informações“.


Leia também: LGPD para pequenas empresas: guia para adequação

Como reportar o erro “Sua conexão não é segura”

A seguir, mostraremos algumas das maneiras de se reportar o erro de conexão não segura para que o administrador do site possa consertar o problema e torná-lo seguro para o acesso novamente. 

Confira algumas das opções dos navegadores mais populares: 

Google Chrome

O navegador do Google é, de longe, um dos mais populares do mundo. De acordo com a  Statcounter Global Stats, o Chrome é responsável por mais de 80% do mercado de navegadores. Incrível, não é mesmo? 

Para reportar o erro de conexão não segura dentro do navegador, basta marcar a caixa como descrita na foto abaixo. 

Depois disso, você pode clicar em “Voltar à segurança” para suspender o acesso da página, ou em “Detalhes”, para entrar na página mesmo assim. 

Reportar erro no Google Chrome

Firefox

Reportar erro no Firefox

O Mozilla Firefox é um navegador de código aberto, muito utilizado por pessoas que buscam uma alternativa mais leve que o Chrome. 

O navegador alcançou a brilhante marca de 25 milhões de downloads nos primeiros 99 dias após o lançamento da versão 1.0, o que o coloca entre as aplicações  de código livre mais usadas de todos os tempos. 

Para reportar erros de conexão não segura no Firefox, basta marcar a opção diretamente no navegador. O administrador do site será notificado imediatamente. 

Leia também: Site fora do ar? Entendas as causas, como testar e corrigir! 

Opera

O Opera também é um navegador bastante popular, sobretudo pelas suas funções de segurança avançadas, que permitem a navegação segura e despreocupada por parte dos usuários.

Assim como as outras opções de navegadores mostradas neste artigo, o Opera oferece uma opção bastante facilitada de se reportar o erro de conexão não segura. Basta marcar a caixa correspondente, como mostra a imagem abaixo: 

Reportar erro no Opera

Quer mais informações a respeito do assunto? Acesse a central de ajuda do Mozilla Firefox, Google Chrome e Opera.

O que leva a esse erro? Veja as causas mais comuns

Usualmente, o erro de conexão não segura acontece por conta de falhas no certificado SSL. Apesar disso, as causas para o problema não se limitam apenas a este recurso. 

O bloqueio da página também pode acontecer por conta de uma falha na conexão com o Wi-Fi, conflitos com o antivírus ou extensões de navegador, dentre muitas outras variáveis. 

O erro não tem a ver com o navegador utilizado, necessariamente, mas se você suspeita que o site pode ser incompatível, tente acessá-lo de outro provedor de serviços. O erro de conexão não segura pode acontecer em todos os navegadores. 

Como resolver problemas de conexão não segura

Se você entrou em determinado site e recebeu o aviso de que a conexão não é segura, não é preciso se desesperar. Existem maneiras eficientes de se consertar o problema. Vamos falar sobre algumas delas abaixo: 

  • Limpe o cache e os cookies do seu navegador:  a cada acesso a um novo site, o seu navegador acumula mais informações de cache e cookies. Acontece que essas informações podem acabar pesando o seu navegador e tornando o seu uso mais lento.  Faça a limpeza regular para evitar problemas de conexão. 
  • Verifique a hora e data do sistema operacional: navegadores utilizam a hora e a data do seu sistema para validar o certificado SSL, por isso, é importante certificar-se de que eles estão corretos. 
  • Verifique o seu antivírus:  se o seu antivírus oferece a opção “proteção de HTTPS” e “verificação de HTTPS”, é possível que ele bloqueie o acesso a determinados sites. Desative o seu antivírus e tente conectar-se novamente. 
  • Utilize uma rede Wi-Fi particular: redes de Wi-Fi que não possuem senha podem ser especialmente perigosas para informações sigilosas.Isso pode causar conflitos e fazer determinados sites ficarem indisponíveis. Por isso, sempre que possível, evite redes públicas. 

Leia também: Site com vírus ou malware: saiba como identificar, remover e prevenir! 

Certificado SSL para segurança no seu site

O Certificado SSL, ou Secure Sockets Layer, é um protocolo que garante que os usuários que visitam seu site naveguem em um ambiente seguro. 

Esta segurança pode ser notada pelo usuário através do cadeado fechado exibido em todos os navegadores, com o termo https.

Este certificado tem o intuito de proteger a comunicação entre o site e servidor, impedindo que os dados sejam interceptados através de phishing e sites fraudulentos. 

Assim, dados como login, formulários, e-mails e transações com cartão de crédito são transmitidos de forma segura.

Se você tem um site de qualquer tipo, um certificado SSL é um elemento de extrema importância. Para saber mais sobre o recurso e como contratar um certificado SSL de confiança, visite o site da SAN Internet. 

conexão não segura

Conclusão

Neste artigo, explicamos o que é o erro de conexão não segura, por que ele é importante e como evitá-lo. Mostramos também a importância do certificado SSL nesse processo e como ele torna a segurança mais segura para o usuário e também para a empresa.

Se você quer saber mais sobre o Certificado de Segurança SSL, visite nossa página agora. 

Para saber mais sobre segurança digital e outros recursos importantes para administradores de sites, visite o nosso blog